• Leia em6minutos

Casos recentes de famosos trouxeram à tona o termo, que é considerado um transtorno de personalidade pela ciência. Saiba como identificá-lo!

Você sabe o que é o Narcisismo? Aprenda a identificar as principais características de uma pessoa narcisista – Quando grandes polêmicas que envolvem celebridades chegam ao conhecimento de todo o público, além do choque em um primeiro momento, muitos temas passam a permear os debates dentro da sociedade no cenário nacional. Separações como a da dupla Simone e Simaria e do casal Ana Hickmann e Alexandre Correa, por exemplo, mostram que pessoas públicas também são seres humanos, com suas complexidades e, muitas vezes, com grandes problemas.

Nestes dois casos, um ponto em comum é uma espécie de lado oculto de um dos personagens, que foi tratado por muitos especialistas em psiquiatria e psicologia como narcisismo, um transtorno de personalidade reconhecido pela ciência e que pode trazer grandes problemas para um relacionamento, seja ele afetivo, fraternal ou qualquer outro tipo de relação que envolva pessoas.

Claro que não podemos afirmar se uma dessas pessoas é ou não uma narcisista, nem é este o objetivo deste post. No entanto, como característica, pessoas narcisistas costumam se mostrar, à primeira vista, absolutamente encantadoras, o que acaba por seduzir muita gente. Após um tempo, se as características não são identificadas e trabalhadas, problemas como os citados aqui são praticamente certos.

Mas como identificar isso? Como trabalhar a questão sem ‘cancelar’ quem tem este transtorno? Este post pode te ajudar, confira!

Principais características de uma pessoa narcisista

Encanto superficial

Narcisistas muitas vezes apresentam um carisma superficial, com um ar de sedução – não apenas para relacionamentos amorosos – que é capaz de conquistar admiradores e admiradoras com alguma facilidade. Por isso, analisar além das aparências é crucial para identificar possíveis padrões narcisistas logo no início, para depois tomar atitudes que possam evitar que isso se torne um problema.

Sabe aquela pessoa que, inicialmente, impressiona com elogios exagerados e gestos encantadores, quase que a todo momento? Pois é, depois de um período, isso pode começar a se tornar sufocante para a outra parte, e uma sugestão interessante de abordagem que pode funcionar é reconhecer que isso pode ser uma característica narcisista e avaliar além das aparências, buscando conhecer a pessoa em diferentes contextos antes de se envolver emocionalmente.

Se isso já aconteceu, é importante abordá-la para mostrar o quanto tal característica pode incomodar e perceber a reação da pessoa. Muitas vezes, uma aceitação pode ajudar a tornar mais fácil uma eventual correção de rumo ou outra tomada de ação necessária.

características de uma pessoas narcisista - falta de empatia

Falta de empatia

A dificuldade em compreender as emoções alheias e se colocar no lugar do próximo é uma marca registrada de uma pessoa narcisista. Casos notórios como os aqui citados evidenciam comportamentos que revelam a ausência de empatia, um sinal claro para se considerar ao conhecer alguém. Não que a falta de empatia seja uma exclusividade de pessoas narcisistas, mas a dificuldade em pensar, como se diz popularmente, além do próprio umbigo, ou mesmo se colocar como o grande centro do universo, são pontos muito evidentes em uma pessoa que sofre com este tipo de transtorno.

Pessoas que ignoram ou minimizam os sentimentos alheios, demonstrando indiferença diante das necessidades emocionais dos outros, preocupando-se apenas com o que afeta a si próprio são bons exemplos dessa característica. Para lidar com a questão, uma comunicação clara sobre a importância da empatia pode ser um caminho interessante, já que isso deve incentivar a compreensão das emoções dos outros, mesmo que não seja em um relacionamento afetivo.

Manipulação sutil

A capacidade de manipulação é uma ferramenta comum do narcisista. Reconhecer sinais de manipulação sutil é vital para preservar relacionamentos saudáveis. É importante, também, entender que nem sempre isso é feito de maneira consciente e calculada. A pessoa narcisista tem a manipulação como traço natural, e não necessariamente manipula alguém pensando em fazer o mal ou agir sem lealdade. É algo inerente à própria existência e que muitas vezes a própria pessoa nem percebe, o que também pode ser um fator que dificulta a rápida identificação por parte de outra pessoa.

Utilizar elogios exagerados para obter favores ou influenciar decisões sem que a outra pessoa perceba é uma forma de exemplificar isso no dia a dia de um casal. Fomentar a comunicação aberta, destacando a importância da transparência nas relações, e estar atento a padrões manipulativos é uma forma de evitar que essa característica seja um problema, já que não necessariamente ela é realizada de maneira intencional pela pessoa narcisista.

Busca por admiração constante

A necessidade incessante de validação e admiração é uma característica narcisista. São pessoas que ficam bastante incomodadas quando não recebem elogios e verdadeiras declarações amor. Identificar rapidamente os altos padrões de exigência dessas pessoas pode ser crucial para estabelecer limites e fazê-las entender que a validação e a valorização não está apenas nas demonstrações mais óbvias.

Quer um exemplo prático? Pessoas que praticamente exigem elogios frequentes e não lidam bem com a falta de atenção são, muito provavelmente, indivíduos com propensão ao narcisismo. O indicado, nestes casos, é estabelecer limites saudáveis, incentivando a busca por autovalidação e mostrando que a valorização não deve depender exclusivamente da aprovação externa, e que nem tudo no mundo precisa girar em torno de apenas uma pessoa.

homem narcisista

Relações superficiais e voláteis

Relacionamentos que envolvem pessoas narcisistas, muitas vezes, carecem de profundidade emocional e podem se tornar voláteis. Estar atento a sinais de instabilidade é fundamental para poder ajudar a pessoa com essa característica e poder fazer algo para tornar a relação mais profunda, significativa e duradoura. Afinal de contas, um relacionamento saudável é uma obrigação de todas as pessoas envolvidas, e desistir sempre que houver uma dificuldade não é um caminho que ajudará muito, desde que os problemas não ultrapassem os limites que sempre devem estar muito claros desde os primeiros momentos.

Relacionamentos que alternam entre extremos de euforia e desinteresse em curtos períodos de tempo são bons exemplos práticos dessa característica. Nestes casos, promover a comunicação aberta sobre expectativas e emoções, encorajando a construção de relacionamentos mais profundos e estáveis, pode ser um caminho saudável no “tratamento” da questão.

Ao reconhecer todas essas características, não apenas nos casos midiáticos, mas também nas vidas de pessoas anônimas, é possível desenvolver uma consciência valiosa sobre o tema, que permita tomar ações que não apenas salvem relacionamentos, mas também ajudem a tratar pessoas que, no fim das contas, têm um transtorno que pode ser tratado.

Narcisismo no Relacionamento Sugar

Em relacionamentos sugar, onde as condições são explicitamente definidas sem tabus desde o começo, a detecção precoce desses traços pode ser facilitada. Estabelecer limites claros torna-se essencial, proporcionando um ambiente mais transparente e saudável para todas as partes envolvidas. A detecção precoce e a comunicação aberta são as chaves para cultivar relacionamentos positivos e duradouros.